Bem-Vindo(a)
Comparar Produtos

Nada para comparar.

Enquete

Como você avalia o nosso atendimento na central de vendas (3421-5020)

Ofertas Exclusivas

Histórico

MOMO CONFEITARIA: 21 ANOS DE GASTRONOMIA E DEDICAÇÃO
por Ângela Martins

Em um cenário de recessão, descontrole da economia brasileira e sucessivas tentativas de estabilização da moeda que marcaram o final da década de 80, em 1989 nasce a MOMO CONFEITARIA.

O casal de empresários Marcelo e Eugenia é proveniente da cidade mineira de Santa Maria de Itabira. Minas é rural, montanha, trem de ferro serpenteando, fazenda, pasto, queijo, broa e doce de leite. É sabor, cheiro, tempero. É poesia pura. É Carlos Drummond! Assim, o casal tem raízes fincadas em terra de mesa farta, de culinária saborosa, de feijão tropeiro e couve picadinha. Ambos são idealistas e desde cedo tinham o sonho de erguer na capital uma empresa do ramo de alimentação. Defendiam a mesma visão de mundo, estavam unidos pela confiança no futuro, por uma incansável disposição para o trabalho e por um imenso amor.

Eles constataram que precisavam de alguém mais maduro, alguém em quem pudessem confiar e com quem pudessem compartilhar seus sonhos. O engenheiro Breno Procópio, pai da Eugenia, com determinação, afeto e extrema dedicação acompanhou-os até o fim de sua vida. Estava formado o time que daria os primeiros contornos à MOMO. Marcelo na administração e Eugenia, na culinária. Breno tornou-se o mentor intelectual, o conselheiro, o principal pilar da tríade, cuja função era transformar os sonhos dos dois jovens em realidade. Mas a vida lhes reservava um presente: o Dr. Sadi, que com muita competência e extremo carinho, tem exercido estes papéis de guia e de “pai adotivo”.

Encontraram o imóvel ideal bem no coração da Floresta, na esquina das ruas Itajubá com Pouso Alegre. Eram duas velhas lojas que logo se transformaram em uma confeitaria e um restaurante self-service, a quilo, uma grande novidade para a época. A esquina era tradicional marca do Carnaval de Belo Horizonte e por isso o nome escolhido foi uma homenagem ao Rei do Carnaval.

O começo foi muito difícil, a rotina do cotidiano começava com o dia ainda escuro e chegava até dez, onze horas da noite. Mas, apesar das dificuldades, a empresa ia crescendo... Assim, em 1992, decidiram abrir ali pertinho da MOMO, na rua Itajubá, a Panificadora Colombina, que trouxe a novidade de padaria com estacionamento, hoje uma das mais diversificadas da cidade e um dos principais negócios do grupo, um verdadeiro sucesso. Nesta ocasião já haviam sido adotados métodos e processos padronizados e implantado um sofisticado sistema de informação.

A constante necessidade dos clientes de encomendar produtos para reuniões e festas levou à implantação do Telemarketing, propiciando muito mais conforto. Desta vez, a novidade não foi o Telemarketing em si, mas a agilidade com que a MOMO consegue preparar seus produtos personalizados em sensacionais embalagens.

A MOMO da Cidade Jardim, conhecida pelos jovens da região como Mominho, foi inaugurada em 1998 e a empresa ganhou visibilidade, passando a ser mais conhecida na Zona Sul de BH. Equipamentos e vitrines italianos foram adquiridos para que os alimentos tivessem muito mais qualidade e fossem melhor apresentados aos clientes.

Se um termo pudesse descrever o fantástico sucesso da MOMO Savassi provavelmente seria “o desafio à descrença”. A região da Savassi estava desacreditada. Suas lojas haviam migrado para os Shoppings. Novamente, Marcelo e Eugenia tiveram intuição, ousadia e muita coragem para enfrentar tudo e todos. Mais uma vez, iriam provar que estavam certos. Com muito entusiasmo, mantinham acesa a crença de que somente com métodos e processos modernos e tecnologia de ponta seria possível buscar expansão aliada à qualidade. Acreditavam que desta vez a MOMO precisava se impor no mercado. Não queriam mais uma loja, queriam a loja! Queriam tornar obsoleto seu próprio negócio, perseguindo todos os tipos de inovação. Uma loja nada parecida com o que havia em BH, equipada com o que havia de melhor no mundo. Não queriam apenas clientes satisfeitos em lojinhas bonitinhas e apertadinhas bem ao estilo barroco, singelo mesmo, do mineiro. Queriam dar ao mineiro o que ele merecia: um espaço arrojado, de primeiro mundo, em um ambiente sem arrogância. Queriam recompensar seus clientes que sempre foram fiéis e torcedores. Com um esforço hercúleo, arregaçaram as mangas na força-tarefa de forjar uma nova MOMO. Era preciso dividir funções e somar trabalhos para multiplicar resultados. Era necessário desafiar as leis da física e estar em muitos lugares ao mesmo tempo. A equipe MOMO escolheu o local, fechou o negócio, planejou e executou o projeto e inaugurou a loja em apenas seis meses! Todos se espantavam quando passavam por ali, olhavam o novo prédio e lembravam-se de que até outro dia era apenas um terreno. Como foi possível?

As pessoas que iam conhecer a loja sofriam um impacto ao se deparar com aquela aquarela de cores, texturas e formas, ali reunidas formando um paraíso de guloseimas numa profusão de nuances e aromas, que fazem brilhar os olhos de crianças e adultos. Agora ofereciam aos clientes centenas de opções de salgados, tortas, sorvetes, sanduíches, chocolates... Os mineiros foram brindados com um verdadeiro centro gastronômico. A MOMO Savassi disponibiliza buffet para almoço e café colonial, além de um espaço agradável para encontros e festas. O moderno ambiente com ar condicionado e estacionamento atrai executivos para reuniões de negócios. Em seu espaço cultural, a MOMO torna realidade sua vocação de apoio à arte e à cultura, possibilitando a exposição de obras de arte e a realização de eventos culturais.

A MOMO Buritis, inaugurada em 2005, é considerada um atrativo do Shopping Paragem. Além de almoço e de todos os produtos MOMO, foi adaptada ao público alvo, oferecendo tábuas de petiscos diferenciados, pois se tornou um local de encontro de jovens e universitários do bairro.

Nada disto teria sido possível caso a determinação e o esforço da turma que está na linha de frente da MOMO não fossem espelhados no time da retaguarda, considerado pela empresa como sua força motriz. A participação das pessoas em seu processo de crescimento tem sido fundamental desde o início. Na MOMO, alguns aprendem, alguns ensinam e todos compartilham. A empresa é um celeiro de profissionais. É reconhecidamente uma empresa humana, que tem sentimentos, que valoriza a capacitação e a competência e que tem muito respeito por sua equipe.